Testemunho para os jovens

18/09/2012


                               Testemunho para os jovens
 
          Os jovens preferem testemunhos a lições teóricas.
          Os mais velhos têm o dever de testemunhar a fim de estimular o crescimentos dos mais novos.
          Este é um testemunho que tem a pretensão de ser um encorajamento para aqueles que têm um terço ou um quarto da minha idade.
          Com extrema sinceridade lavro este testemunho. Pela escolha que fiz do verbo lavrar para iniciar o texto perceberá o leitor atento, mesmo que esta página seja seu primeiro contato com o livro, que esta pessoa que lavra um testemunho deve ter lavrado sentenças. Certamente é um juiz. Se o leitor pensou assim, acertou.
          Fui Juiz de Direito durante mais de 20 anos.  Exerci este ofício em dezesseis comarcas do Espírito Santo. Antes de ser Juiz fui Advogado e também Promotor de Justiça.
          Ao lado das funções mencionadas, sempre fui Professor.  Durante o tempo em que servi no interior do Estado, lecionei nos ginásios públicos locais. Minha mulher acompanhou-me nessa caminhada. Professora por vocação, deixou sua marca nos ginásios em que trabalhou e nos alunos que ajudou a formar.
          Aposentado como juiz, dediquei-me em tempo integral ao magistério na Universidade Federal do Espírito Santo, em cujo quadro ingressei por meio de concurso público de títulos e provas.  Na Universidade, conquistei a Livre Docência, através de concurso de títulos, provas e defesa de tese.
          Registro esses concursos como estímulo para as novas gerações.  Podemos galgar posições acadêmicas e profissionais por via do mérito.  Devemos combater o afilhadismo, os concursos com carta marcada e toda espécie de privilégio.
          Ultrapassei em um ano e meio o tempo exigido para a aposentadoria, mas, finalmente, com muito pesar, deixei a Universidade.
          Depois de aposentado voltei à UFES, em 2006, para lecionar no Mestrado em Direito como voluntário.
          Hoje sou um professor itinerante.
          Tenho uma larga experiência de vida, trabalho e estudos, fruto da idade e do itinerário percorrido. Gosto muito de partilhar essas vivências.
          Depois das titulações acadêmicas obtidas no Brasil, fiz pós-doutoramentos nos Estados Unidos (Universidade de Wisconsin) e na França (Universidade de Rouen). Viver e estudar no Exterior contribui para o crescimento humano e cultural. Além disso, aqueles que se sentem comprometidos com a transformação do mundo não devem desprezar os títulos. Constituem força política, credencial. Os conservadores com frequência colecionam títulos. É preciso ter título contra título para enfrentar a batalha, que não é fácil.
          Se tiverem oportunidade, os acadêmicos e os recém-formados não devem perder a chance de estudar fora do Brasil. Há muitas instituições que concedem bolsas de estudo. Frequentemente as bolsas são endereçadas aos jovens. Há uma idade-limite para obter o benefício.
          Escrevi e continuo escrevendo livros.
Este trabalho de escrever e publicar me proporciona muita alegria. Através do livro eu me comunico com pessoas próximas ou distantes.
Um jovem colocou no seu imaginário que os autores de livros são pessoas que já morreram. Quando esse jovem veio a me conhecer numa palestra, exclamou de maneira espontânea:
Que alegria apertar sua mão, professor. Eu pensava que o senhor era morto.
Respondi, brincando:
Aperte a mão com a consciência de que está apertando, toque aqui na minha cabeça. Convença-se de que estou vivo.
Por causa dos livros recebo cartas de todo o país.  Embora às vezes com algum atraso, respondo todas as cartas que me chegam às mãos.  Também são frequentes as mensagens que me vêm através da Internet.
          Encorajo os jovens a que se dediquem com entusiasmo aos estudos. O saber proporciona uma satisfação espiritual muito grande. Através da conquista do conhecimento poderemos encontrar veredas para construir um mundo mais justo e para sermos felizes.
 
(Este texto é o Capítulo 26 do livro "Ética e Direito", que o autor está primeiramente divulgando neste site. Depois a obra será confiada a uma Editora para publicação em papel, da forma tradicional.)
Tags:
Pesquisar Artigos
Copyright DR JOÃO BAPTISTA HERKENHOFF
Site melhor visualizado na resolução de 1024/768 ou superior
Recomendamos o uso dos navegadores:
Projeto desenvolvido dentro
dos padrões de qualidade:
Desenvolvedor: Aldabra